SER SAUDÁVEL

Quase tudo pra caber em um 36 novamente

Os primeiros passos para a mudança é reconhecer os erros, assim disse alguém há muito tempo atrás. Estava meio relutante em escrever sobre esse assunto aqui no blog, mas do que adianta ficar se escondendo? Nós todos temos defeitos, fraquezas e medos, e de um tempo pra cá, venho percebendo que lutar sozinha contra você mesma pode ser uma cilada.

Já faz um tempo que venho tentando ter hábitos mais saudáveis e levar a vida com mais equilíbrio por N’s motivos, mas o motivo principal mesmo é o PESO! Nos último ano engordei ao todo 10kg e pra quem acha que 10kg não é muito, vou dizer uma coisa de forma clara e objetiva: 10Kg fazem toda a diferença: 1º Nas suas roupas. 2º Na sua autoestima e 3º Na forma de como você lida com situações e assuntos como estética. Toda vez que comecei alguma dieta, vinha sempre alguém dizendo que eu estou melhor assim, com esses 10 kg a mais, e que eu teria que me auto aceitar, porque gente feliz engorda mesmo (!) – Vamos parar aqui e refletir um pouquinho, ok?

Quer dizer que gente magra não é feliz ou é menos feliz que os gordinhos? Quer dizer que se eu acho que estou gorda – e está nítido nos espelhos, nas fotos e nas numerações das calças que só aumentaram- e quero emagrecer, significa que eu não me amo ao ponto de me auto aceitar? P.A.R.A T.U.D.O! T.A T.U.D.O E.R.R.A.D.O! TÔ ANDANDO COM AS PESSOAS ERRADAS DEFINITIVAMENTE! SÓ PODE!

Existe uma linha tênue entre a aceitação e o conformismo. Uma coisa é você se sentir plena com todas as suas formas e características e outra coisa é você se conformar com a sua forma atual e a única pessoa que pode distinguir entre a aceitação e conformismo é você, apenas você, com você mesma. Conheço mulheres gordinhas lindas de se invejar e que se sentem plenas e resplandecem isso e que não trocariam suas calças 52 por uma 36. Mas também conheço pessoas –eu- que não se sentem bem com os quilinhos extras, oras!

Não vejo problema algum em desejar ser magra e voltar a usar a mesma numeração de calça de dois anos atrás, como também não acho problema algum em ser amar com alguns quilinhos a mais. Mas uma coisa que eu não posso ser é hipócrita com você e principalmente comigo, não posso sair por aí levantando a bandeira do “EU ME AMO ASSIM! COM ESSES 10 kg DE FELICIDADE QUE A VIDA ME DEU! NOSSA ME SINTO SUPER SEXY E SEDUTIVA! “, sendo que quando eu me olho no espelho a única coisa que penso é “NOSSA COMO TÔ GORDA! OLHA ESSES BRAÇOS! MEU DEUS!!!!”.

Mudar é uma das coisas mais difíceis que existe na vida, mudar de opinião requer coragem, mudar de hábitos requer determinação e mudar, muitas vezes vai além do apenas querer.

E qual o meu objetivo de compartilhar isso com você? Ora, ninguém muda sozinho! Eu tentei, incontavelmente e todas as minhas tentativas foram desastrosas, por mais que eu queria, sempre saio pela tangente, porque no final das contas é mais fácil acompanhar os “amigos” nos Fast Foods da vida, do que ir correr no parque e comer aquela salada super nutritiva e saudável aos sábados à noite assistindo filme.

E sabe qual é o meu maior problema, eu tenho muita fome! Mas é fome emocional! Como quando estou feliz, quando estou triste, quando estou entediada. Provavelmente você também tem alguns momentos de fome emocional, vai dizer que você nunca pensou algo parecido com isso: ESTOU COM FOME, MAS NÃO SEI DO QUE É! – e depois, você arruma algo pra comer e quando termina, pensa: DROGA, NÃO ERA ISSO QUE EU QUERIA AINDA TÔ COM FOME! Se você já passou por isso, ou algo muito similar, não sofra, porque eu estou com você nessa.

E depois de muito insistir e lutar sozinha com todo esse estresse de fome emocional. Pensei bem e de fato quero mudar, definitivamente eu preciso mudar! E sei que compartilhando isso com você e expondo isso, terei mais um motivo para não desistir e encarar com coragem e determinação essa nova fase da minha vida, e quem sabe, você aí, que está passando pelas mesmas dificuldades que eu, se motive e decida a mudar também.

Estou fazendo um acompanhamento nutricional, mas o difícil mesmo é conseguir seguir ele a risca como foi recomendado e planejado. Hoje estou pesando 68Kg – Nem acredito que estou compartilhando o meu peso com você – e o meu objetivo final é chegar aos 57Kg, que era o peso que eu tinha antes e achava ele perfeito, nem magricela e nem gordinha. Mas para chegar ao meu objetivo final, foi sugerido que eu fracionasse por metas, por exemplo, a primeira meta é eliminar 5% do meu peso total hoje, que no caso seria 3,4Kg, chegando aí aos 64,6Kg e quando chegar nesse peso, reavaliar e traçar uma nova meta, por exemplo, eliminar 10% do peso inicial. Achei essa sugestão bem bacana e bem motivadora, perder 3,4 kg inicialmente é menos doloroso psicologicamente do que 10kg. HAHAHA!

Antes que me perguntem, saibam que planejo tocar nesse assunto semanalmente aqui no blog, contando um pouco da semana, da dieta e também dos resultados. Assim eu sei que irei me empenhar mais para poder trazer boas noticias e parar com esse mimimi, Até comprei um balança pra deixar no banheiro e ir controlando o peso semanalmente, definitivamente é quase tudo pra caber em um 36 novamente.

Desejem-me força, determinação e muita coragem.

Beijinhos de uma futura ex-gordinha.

badge_post_01

Aproveita e leia também...

4 Comments

  • Reply
    Katharine Padilha
    domingo - 9 de agosto de 2015 at 20:47

    Oie! Sei que esse não é o post mais recente aqui do blog, mas vim comentar nele porque me identifico. Nesse ultimo ano eu também engordei 10kgs, e também passei pela fase: não entro nos meus jeans, tá tudo apertado, “eu nunca tive esses braços” tudo isso. Também to na luta para perder esses quilos a mais e tamo junto! Posta mesmo suas semanas! Eu acho que se a gente poem o progresso em algum lugar, a gente percebe que existe um progresso e tenta continuar firme e forte. A bri do design love fest ta mostrando o trajeto dela http://www.designlovefest.com/category/healthy-living/ adoro olhar ♥
    Beijosss!

    • Reply
      Marta Freitas
      segunda-feira - 10 de agosto de 2015 at 23:15

      Exatamente Katharine, tbm acho que expor isso e colocar estampado na minha cara me motive a continuar e que eu consiga ter essa percepção progresso e saber onde estou errando. Vi o Blog dela e amei, ela já está na 9º semana, até já me inscrevi pra acompanhar e me inspirar tbm, muito obrigada pela dica.
      Beijos!

  • Reply
    5 Esportes que eu praticaria - Alguns Momentos
    quinta-feira - 13 de agosto de 2015 at 02:54

    […] tipo de exercício  -aeróbico- é a chave para alcançar o meu objetivo que comentei aqui. Então estou me […]

  • Reply
    36 Novamente - Semanas #2, #3, #4 - Alguns Momentos
    domingo - 6 de setembro de 2015 at 09:00

    […] Resultado dessa última semana: 2,700 Quilos Eliminados! Faltando 1,100 para alcançar a minha primeira meta, que você pode conferir aqui. […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge