SER SAUDÁVEL

Hipermetropia e Cirurgia Refrativa PRK

Chega um ponto da vida que usar óculos de grau passa a ser inconveniente em várias situações do dia-a-dia. Esquecer os óculos em casa quando se acorda atrasada para o trabalho é sinônimo de mais um dia improdutivo na frente do computador, sem contar a dor de cabeça, que convenhamos é o fim da picada. Uso óculos desde os oito anos de idade para amenizar os efeitos da HIPERMETROPIA associada ao ASTIGMATISMO, sem contar que tenho um olho que insistiu em não trabalhar direitinho e sobrecarregou o outro olho. Quando me levaram ao oftalmologista pela primeira vez o diagnostico foi cruel e o tratamento exigia o uso de tampão por dois anos no olho bom para forçar o olho fraquinho a trabalhar, mas devido à idade tardia -8 anos de idade- o sucesso do tratamento foi comprometido e infelizmente não fiquei 100% boa e lá se foram minhas esperanças.

A vontade de me libertar dos óculos é tanta que no finalzinho da adolescência -Sim, porque já sou uma mulher adulta- tentei me adaptar ao uso das lentes de contato, mas a experiência foi um tanto desastrosa logo nos primeiros meses. Colocar a lente era uma luta, tirar era outra e fui vencida pelo cansaço, assim desistindo da empreitada.

Depois dos vinte e dois anos o meu grau parcial estabilizou, então comecei a cogitar a possibilidade de fazer a cirurgia refrativa para a correção total do grau ou a diminuição da dependência dos óculos.

A mais de um ano venho fazendo exames para acompanhar o meu grau parcial e total da hipermetropia no Hospital dos Olhos (H.Ohos) e na minha ultima consulta de rotina, que foi em fevereiro, pedi para realizar uma avaliação para a cirurgia, já que meu grau não mudou nadinha. Fiz um monte de exames complementares e passei em consulta com o medico cirurgião especialista e para a minha felicidade: Sim, eu tenho boas condições para operar. Sim, o plano de saúde cobre a cirurgia para o meu grau. Estava tudo lindo, até o medico dizer: Você sabe que para pacientes hipermetropes a cirurgia não é definitiva, que com o tempo volta a ter a necessidade de usar óculos, porém com mais independência e com um grau bem menor. Quero que você tenha isso em sua mente, antes de optar fazer a cirurgia.

Mesmo com esse balde de água fria, optei em seguir com a cirurgia, melhor voltar a usar óculos com 1 grau para leitura e para ficar na frente do computador do que ficar com 5 graus até pra cozinhar.

Por um mundo onde eu possa cozinhar sem usar óculos, tomar café sem embasar a lente. Pelo direito de andar na chuva sem ter que ficar de cabeça baixa e ouvir seus amigos dizendo “Liga o para-brisa”. Eu digo SIM! Sim para a cirurgia. Sim para uma vida mais independente dos óculos.

A técnica de cirurgia refrativa indicada pelo medico foi PRK e eu topei sem pestanejar. O medico foi tão solicito explicando como que irá funcionar a cirurgia para o meu caso, me mostrou até um vídeo da cirurgia e explicou em detalhes tudo o que pode ocorrer no pós-operatório ao ponto que me senti bastante confortável e segura da decisão.

Depois de alguns dias enquanto aguardava a liberação do convênio para realizar o procedimento, comecei a pesquisar na internet alguns depoimentos de pessoas que fizeram esse mesmo tipo de cirurgia, até mesmo para saber a experiência de outras pessoas e ir me preparando. Uma coisa que me chamou bastante à atenção é que em todos os relatos que encontrei na internet, nenhum caso foi de PRK para hipermetropia. Depois disso fiquei um pouco com medo e receio, mas entendo que nem todos compartilham na internet o que fazem, então prefiro achar que estou sendo a primeira. Mas se você que está lendo esse post passou por essa cirurgia e a sua operação foi para a correção da hipermetropia, por favor, compartilha comigo a sua experiência, vai me ajudar a ficar mais tranquilinha. Rs.

Prometo que irei voltar aqui e compartilhar com você como foi o pós-operatório e tudo mais, mas por ora, me desejem boa sorte.

Ah, se você quer saber um pouco mais sobre cirurgia refrativa para miopia, sugiro que leia o post da Luana do Blog Sério, não me diga.

Beijos.

Aproveita e leia também...

1 Comment

  • Reply
    Clayci
    domingo - 15 de maio de 2016 at 10:25

    Como foi a cirurgia?
    Uso óculos desde os 8 meses de idade rs
    Além de ter o mesmo que vc tenho nistagma .. Por isso, a cirurgia não me ajudaria nessa situação.
    Mas, adoro ler a respeito..
    Espero que esteja td bem

    Beijos

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge