DESCULPE O TRANSTORNO

RESOLVI CORTAR E DOAR E PRONTO!

Já que muitas pessoas andam me questionando: POR QUE VOCÊ CORTOU O CABELO?, resolvi escrever por aqui e justificar e quem sabe, talvez ,plantar a sementinha da vontade de ajudar em vocês.

cortar_pra_doar

Havia um bom tempo que estava querendo corta as madeixas para doar à alguma ONG realiza a confecção de perucas para as pessoas em tratamento contra o câncer, no entanto, sempre ficava naquelas: –Ai, ficar com o cabelo curto!; Demora para crescer!, e se Eu não gostar. Em resumo era FALTA DE CORAGEM MESMO!
Sofro de uma síndrome ainda não muito estudada, mas que, batizei carinhosamente de “ VIDA NOVA = CABELO NOVO!”. Toda fase nova em minha vida, obrigatoriamente pede um cabelo novo, não me perguntem o porquê disso, mais a sensação de virar a página e começar um novo capitulo da minha vida, só fica completa se o meu cabelo mudar junto, e não adianta ser uma ~aparadinha nas pontas~, tem que ser algo equivalente a mudança, algo a altura do novo capitulo que estou prestes a escrever.

 

Por esse motivo mudei várias vezes o meu cabelo, apenas para ilustrar para vocês: já cortei ele em diversas formas, fases franjinha, franjões, repicado, desfiado, d ‘estruturando, corte reto e também tive cabelos coloridos nas cores mais lindas do mundo, como: azul, verde, rosa, roxo e por ai a fora, mas nunca de fato mexi muito no comprimento dos fios, as vezes dependendo do corte ele virava um médio, mas nunca um curto. (Exceto na infância, quando cortei escondido, #ArteiraForever, XD) .

 

E esse ano minha vida mudou muito, mas muito mesmo!, e não poderia ser diferente, uni a vontade de ajudar e a necessidade de mudar. Confesso que pensei e repensei muito, pesquisei corte, perguntei pras amigas, pro namorido – que por sinal, disse: Não faça isso! – , mas ignorei todas as opiniões negativas e em um belo sábado disse à mim mesma: “O que importa é estar satisfeita!”,  mesmo que não fique legal e não combine comigo o novo corte, mas eu precisava matar esse desejo de ajudar e mudar, afinal cabelos são tão voláteis e crescem sem parar, o meu que ô diga!

 

O sentimento que mais me motivou a cortar o cabelo, foi a oportunidade de ajudar alguém com a doação. Recentemente tive um problema de queda excessiva de cabelo, sempre tive muito cabelo, e é NORMAL ele cair, pois, os fios tem lá o seu ciclo de vida, mas a queda do meu cabelo foi tão grande que diversas vezes ficava constrangida, era cabelo em TODOS os lugares por onde eu passava, era no chão, na cadeira,  na mesa, nas roupas e até dentro da máquina de lavar. Bateu um medo e desespero de ficar careca, juro para vocês!. Procurei um dermatologista que constatou que era uma queda provocada por falta de vitaminas, fiz um tratamento  e logo o problema se resolveu, mas foi a partir dai, que me dei conta do sentimento que é pensar em ficar careca, uma mistura de angustia e desespero, afinal 99% da vaidade da mulher está no cabelo, e refletindo  melhor, pensei nas mulheres que estão passando por tratamentos com quimioterapia, que provocam a queda do cabelo, mas que é necessário para combater o câncer e salvar a vida, então na balança entre a vaidade e a saúde, vence a saúde e elas abrem mão das madeixas.

Graças a Deus, hoje, tenho saúde e agradeço por isso, mas então porque não ajudar essas pessoas? não tenho dinheiro sobrando no final do mês para ajudar a custear um tratamento desses, mas tenho cabelos que crescem sem parar e crescem saudáveis, então porque não doa-lós para essas pessoas guerreiras? com certeza essas mechas de cabelo irão fazer a diferença na vida delas.

Foram esses pensamentos que me impulsionaram naquele sábado e fizeram que eu fosse na cabelereira explicar para ela o que pretendia fazer, para que ela cortasse o cabelo do jeito adequado para a doação.

RESULTADO:

Ficou lindíssimo e super prático, fácil de lavar, hidratar e pentear. Não me arrependo!

cabelo_meu-1-3

 

OPINIÕES ALHEIAS:

Quem disse que não ia ficar legal, acabou gostando, O namorido gostou também  e quem não gostou, bom, tô nem ai!, o importante é que eu gostei e faria novamente.

Para quem se interessou e esta pensando em mudar e ajudar, recomendo! façam! vale a pena!

to_nem_ai

PARA ONDE DOEI:

A ONG que doei o cabelo foi a Cabelegria, aqui de São Paulo mesmo, pesquisei algumas ONGs e tals, mas algumas delas cobram um valor simbólico pela peruca (Para custear a costureira que confeccionará, até acho justo, mas preferi uma ONG que confeccionasse peruca sem custo algum para o paciente em tratamento).

A Cabelegria,  faz as confecções das perucas na base do voluntariado e oferecem as perucas sem custo, então foi pra lá que enviei minhas madeixas.

Quem quiser doar, vou deixar no final do post o endereço e telefone, as mechas de cabelo tem que ter mais de 10cm de comprimento e podem ser enviadas pelo correio, basta embrulhar certinho e pronto!

cabelo_meu-1

ONG Cabelegria

Endereço: Avenida Parada Pinto, 3420, Bl. 06, Ap. 33, Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo, Cep 02611-001.

Email: cabelegria@gmail.com

Bom é isso, E ai, vamos doar as madeixas?

Aproveita e leia também...

1 Comment

  • Reply
    6 on 6: Celular (Janeiro, 2015) | Alguns Momentos
    terça-feira - 6 de janeiro de 2015 at 23:55

    […] Queria fazer uma uma pequena observação para a primeira foto. A menina linda é a minha irmã. Meiga né? Ela queria fazer uma “última” boa ação no final de 2014, então cortou o cabelo, bem na virada do ano,  para doar à uma instituição que confecciona perucas para crianças com câncer, se você quiser saber mais informações sobre doações de cabelo e tals, eu já falei disso aqui no blog, basta clicar aqui. […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge