LIVROS

Wishlist Literária

O primeiro semestre desse ano foi um verdadeiro fiasco tratando-se de novas leituras, li pouquíssimo se for comparar com o ano passado. Foi extremamente difícil encontrar bons títulos que me cativasse ao ponto de se tornar interessante para ler. Claro que houveram ótimos lançamentos e tals, mas ao ponto de “AI, MELDEUS! TENHO QUE LER ESSE” realmente não houve comigo.

Mas fui na livraria esse dias e também dei uma olhada na interwebs e finalmente esse sentimento voltou a bater na minha porta, então separei os títulos que foram capazes de me trazer de volta ao mundo da leitura e com certeza entram para a minha Wishlist literária e que preciso le-los até a ultima badalada de 2015.

livro_objetos_cortantes

 

Queria muito ler Objetos Cortantes em inglês, mas o prazo de entrega está muito longo – aproximadamente 3 meses- e como prefiro ter o livro físico, o jeito é partir pro português mesmo. Já li outra obra da autora – Garota Exemplar – e amei a forma como ela expõe os personagens e como corre a história para o desfecho inimaginável. Espero que esse livro seja no mesmo naipe.

Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.

Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado.

Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

 

livro_boxmazerunner

 

A Saga Maze Runner já foi lançada a muito tempo, inclusive o segundo filme será lançado neste ano, mas até então não havia me interessado por ele. O bacana que o interesse em ler os livros, partiu após assistir o primeiro filme, que foi nesse final de semana durante uma sessão degustação do TeleCine (Valeu Telecine!). Essa foi a primeira vez que assisti um filme primeiro e ele conseguiu despertar a minha curiosidade de ler os livros e saber todos os detalhes da história na integra, pois é obvio que o filme cortou muita parte bacanuda.

Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam ‘A Clareira’, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr… correr muito.

livro_amelia

Adoro livros com suspense e uma boa investigação policial – meu lado de exatas chora de emoção – e Reconstruindo Amelia, promete tudo isso! Juro que me interessei por ele apenas pela descrição. O fato dele levar o nome da minha mãe no titulo não influenciou em nada! Mentira! Influenciou sim! Só notei ele no stand porque bati o olho e vi o nome da minha mae e quis saber do que se tratava (RISOS). Nunca li nada da autora, então espero que seja uma boa descoberta.

Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?

Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.

Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.

Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.

Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salva

livro_comoser

 

Qual a mulher que nunca admirou uma francesa, que às vezes, nem é francesa de verdade, mas todas as suas ações, opiniões e estilo são franceses. Quem Nunca? Particularmente tenho um caso de amor com toda a cultura francesa, é muito linda! E como não se apaixonar por um livro com esse título: Como Ser Uma Parisiense Em Qualquer Lugar do Mundo. Num dá. E além de tudo escrito por quatro francesas super admiráveis. Para T.U.D.O que eu preciso ler!

O que torna a mulher francesa tão única e irresistível? A pergunta, que já foi feita milhares de vezes, agora é respondida de forma definitiva por quatro parisienses tão autênticas e charmosas quanto diferentes entre si. Em uma abordagem nova e divertida sobre o que é realmente ser uma parisiense hoje em dia — como elas se vestem, se divertem e se comportam —, a embaixadora da Chanel e musa da Lancôme Caroline de Maigret, a escritora Anne Berest, a produtora Sophie Mas e a jornalista Audrey Diwan são surpreendentemente francas e sem rodeios. Falando sobre filhos, relacionamentos, trabalho, estilo, cultura e muito mais, revelam seus segredos e defeitos, fazem piada dos próprios sentimentos e comportamentos complicados, e até admitem ser esnobes, um pouquinho egocêntricas e imprevisíveis. Mandonas e cheias de opiniões, sim, mas também meigas e românticas. Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo é um livro divertido e inspirador que desvenda o jeito de ser das francesas, mostrando o que elas pensam sobre estilo, cultura, comportamento e homens. Com dicas nem sempre politicamente corretas, é claro.

livro_girlboss

 

Adoro ler biografias motivacionais, que mostram que todos nós somos capazes que ir muito além do que imaginamos, e pelas resenhas que li sobre o #GirlBoss, tenho certeza que esse é Ô livro! E o melhor de tudo, conta a trajetória da Sophia Amoruso, todos os baixos e altos.

Sophia Amoruso passou a adolescência viajando de carona, furtando em lojas e revirando caçambas de lixo. Aos 22 anos ela havia se conformado em ter um emprego, mas ainda estava sem grana, sem rumo e fazendo um trabalho medíocre que assumiu por causa do seguro-saúde. Foi aí que Sophia decidiu começar a vender roupas de brechó no eBay. Oito anos depois, ela é a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários. Além da história de Sophia, o livro cobre vários outros assuntos e prova que ser bem-sucedido não tem nada a ver com a sua popularidade; o sucesso tem mais a ver com confiar nos seus instintos e seguir a sua intuição. Uma história inspiradora para qualquer pessoa em busca do seu próprio caminho para o sucesso.

 

Essa é a minha Wishlist literária para ser completada até o final desse ano e caso queiram me dar um presente, fica a dica: podem ser alguns ou todos os livros, viu? Eu não ligo! Ficarei feliz do mesmo jeito 🙂

Agora me conta: Você já leu algum ou todos os livros da lista?

Imagem destaque por Daria Nepriakhina, sob licença CC0.    

Aproveita e leia também...

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge